Pontos Turísticos

Pontos Turísticos

Escolha o local desejado e clique nas imagens para ampliar 

Praias
Praia da Lagoinha

O nome Lagoinha se deve às águas calmas que imperam nesta praia.

Suas principais atrações são as Ruínas da primeira fábrica de vidros no Brasil, contruída durante o Império.

Na direção da Serra do Mar, outras ruínas do que teria sido uma grande senzala ainda resiste a ação do tempo.

Praia propícia para windsurf, jet-ski, banana-boat e passeios de escuna.

Praia do Bonete

Acesso por barco ou trilha (canto esquerdo da Lagoinha), a praia do Bonete é o que se pode dizer de praia selvagem. Não há construções em toda sua orla.

Suas águas sempre límpidas são o refúgio de artistas que alí aportam com suas lanchas off-shore e iates a procura deste paraíso.

Praia da Caçandoca
Quem procura uma praia retirada, tranqüila e com uma deslumbrante vista para a Baía do Mar Virado, deve conhecer a praia da Caçandoca. 

Situada no extremo sul de Ubatuba, essa praia faz parte de uma antiga fazenda onde os principais recursos eram a pecuária e a lavoura.

Praia da Caçandoquinha

Passagem obrigatória para quem vai pela trilha do Saco das Bananas (antiga comunidade que abriga nativos caiçaras) e praia da Barra da Lagoa, a praia da Caçandoquinha é a preferida pelos amantes do turismo ecológico e muito procurada pelos adeptos do mergulho e pescadores.

Dela pode se apreciar por inteiro toda orla das praias da Maranduba, Lagoinha, Bonete, Grande do Bonete, além das ilhas Maranduba, Pontal e Mar Virado.

Ótimo local para fotos. Recomenda-se levar sacos plásticos para recolher o lixo produzido e manter este santuário como ele é.

Praia do Pulso

Situada a 31 km do centro de Ubatuba, a praia do Pulso é totalmente ocupada por um luxuoso condomínio onde se encontra verdadeiras obras de arte arquitetônicas. Para se chegar a praia, deve-se estacionar em lugares determinados pelo condomínio.

Seu acesso se dá na altura do Km 80 da SP-55, próximo a Maranduba. Esse acesso também leva as praias da Caçandoca e Caçandoquinha.

Dalí se inicia a famosa trilha para o Saco das Bananas, onde vivem antigas famílias caiçaras.

Praia da Lagoa

Um local maravilhoso para se conhecer em Ubatuba. Localizada no extremo sul do município, seu acesso por terra é difícil, porém gratificante. Pode-se chegar a esse paraíso pela trilha que sai da Caçandoca, Caçandoquinha, Saco das Bananas ou pelo lado sul, via praia da Tabatinga.

No local, ruínas de um antigo esconderijo dos traficantes de escravos ainda resistem ao tempo, porém essas ruínas ficam dentro de uma propriedade particular, devendo-se obter permissão do proprietário para visitá-las.

no canto esquerdo, uma lagoa de águas calmas e límpidas, razão do nome desta praia.

…….

Cachoeiras
Cachoeira do Correia

Uma piscina natural, considerada rasa é um atrativo para todos. Seu escorregador natural é pequeno e requer cuidados na hora de deslizar.
A pedra do meio serve de local para tomar sol, ou apenas observar os que se banham em suas águas límpidas e frias. Existe um pequeno poço acima que de tão raso é utilizado por pais que ficam a vontade com os filhos pequenos para um refrescante banho.
Por ter muitas pedras o cuidado é essencial, quando chove o local fica muito liso e a falta de atenção pode acabar com a curtição.

Cachoeira Dois

A Cachoeira Dois é um daqueles locais que você não enjoa. É um poço relativamente grande com uma pedra quase no meio onde se pode descansar depois de umas braçadas.

Um dos lugares mais procurados tem uma minúscula praia de onde as crianças podem brincar e tomar banho. O local não dá pé e muitos chegam dando deliciosos pulos de mergulho nestas águas limpas e prazerosas.

Também é bom para quem quer aprender o mergulho de snorkel.

Cachoeira do Poço Verde

O Poço Verde não este nome à toa. Seu nome já diz tudo: o local que é cercado por pedras tem um ótimo local para saltos e mergulhos em suas águas verdes escura. Só é possível se chegar lá pela trilha ou subindo o rio.

Na parte de cima tem um pequeno poço, raso, mas para quem quer ficar só de papo pro ar é o ideal. Embora seja um poço pequeno é de uma profundidade razoável. Na pedra que dá a corredeira no local existe um buraco onde as pessoas costumam se esconder e deixar a força da água realizar uma gostosa massagem.

Cachoeira da Renata

Para matar a vontade de água doce a cachoeira da Renata tem o maior e mais fundo poço da localidade. Possui uma pedra de cerca de cinco metros de altura para saltos. Abaixo desta pedra existe uma menor, para quem não se sente seguro nas alturas.

Local ideal para dar boas braçadas, mergulhar de snorkel. Uma pedra serve como escorregador e observatório. É possível descer de bóia até o poço. Rio acima existe um pequeno poço e requer cuidados para alcançá-lo.

…….

Pontos Turísticos
Ruínas da Lagoinha
Pela rodovia se vê ainda os pilares (construídas com conchas moídas e óleo de baleia) do que sobrou da primeira fábrica de vidros da América Latina, a frente uma praia onde até os bois da fazenda passeavam tranquilamente, do lado oposto ainda imponente, as ruínas da Casa Sede da Fazenda e em seu contexto poços, trilhas, fauna, flora e cachoeiras de tirar o fôlego. 

Para engarrafar a cachaça foi então construída a fabrica de vidros, que na realidade era para produzir garrafas. As janelas e suas venezianas eram as primeiras da região a abrirem para fora, o vidro teria de ser mostrado aos outros, era chique vidro nas janelas.

Saco da Ribeira

São centenas de veleiros, escunas, lanchas e barcos de pesca abrigados no Saco da Ribeira.

Ponto de partida para passeios e de visitação obrigatório para os adeptos da náutica é um dos mais belos cartões-postais de Ubatuba.

Aquário de Ubatuba
O Aquário de Ubatuba oferece aos seus visitantes a oportunidade de conhecer de perto um pouco do complexo mundo marinho, tendo entre seus atrativos 12 tanques de água salgada (entre eles o maior tanque marinho do Brasil, com 80.000 litros), com representantes da fauna local e de outros oceanos. Está localizado na rua Guarani, 859, no Itaguá – Centro de Ubatuba.
Cadeia Velha

A Cadeia Velha, considerada a primeira construção de linhas modernas de Ubatuba no século XX foi projetada por Euclides Rodrigues Pimenta da Cunha (1866 – 1908) – engenheiro, militar, jornalista e escritor.

Nas primeiras décadas do século XX hospedou desde presos a caminho da Colônia Correcional do Porto das Palmas, na Ilha dos Porcos (Presídio da Ilha Anchieta – projeto de Ramos Azevedo, hoje parte do PEIA – Parque Estadual da Ilha Anchieta) até viajantes. A cadeia funcionou no local até 1976, quando foi transferida para a nova construção da Rua Thomaz Galhardo.